"Meus textos são como o pão do Egito, a noite passa sobre eles e já não podes mais comê-los" (Rumi)

quarta-feira, 7 de junho de 2017

A classe operária vai ao paraíso... (mas primeiro tem que passar pelo inferno...)





Um comentário:

  1. E o livro dela sobre filhos?! Gostei da sinceridade

    O trabalho é o ópio do povo; seriam as crianças o seu consolo? (…) Ter um filho é a melhor maneira de evitar se colocar a questão do sentido da vida, pois tudo gira a seu redor: é um ótimo tapa-buraco da busca existencial.

    Por parte dos pais que tem a vida estragada em nome dos filhos, ouve-se facilmente a frase: “Não posso fazer de outro modo, tenho filhos para criar”. Não posso largar um trabalho que me chateia, pois tenho filhos: bela desculpa. “Não pude realizar meus sonhos, tive filhos para alimentar.” É terrível dizer isso, não acham? (…) Na verdade, as crianças muitas vezes são uma desculpa fácil para a desistência sem sequer uma tentativa.

    ResponderExcluir